Pensar faz bem!

Posted on

 

Reclamar é um direito universal de todos nós. Faz parte. Fico observando e acho incrível como não se consegue parar e perceber que, o maior rival do Palmeiras tem consagrado jogadores medianos e conquistado títulos simplesmente pela manutenção de uma linha de trabalho coerente dentro de campo. São 9 anos de sequência com mudanças pontuais.

Competência para corrigir o elenco com peças aqui e ali. Humanos que entram na engrenagem bem preparada e montada. Quem não se lembra da pressão da torcida corintiana reclamando das atuações do zagueiro Felipe? Tite bancou o cara. O sistema de jogo bem pensado e treinado empurra os jogadores medianos que conseguem ter uma performance bem acima do que poderiam ter se fossem cobrados individualmente.

Sacou?!

Uma sugestão que vale para todos os torcedores: Ou você para um pouquinho pra pensar com a cabeça de cima, ou vai ficar nas mãos de quem reproduz exatamente o seu comportamento visceral. O que não significa ter que aceitar tudo ou gostar de uma atuação ruim, como foi contra o próprio Corinthians em Itaquera.

Basta pensar um instante.

Não adianta nada ter o melhor elenco, o melhor estádio e dinheiro pra contratar, se não tiver um tempo de trabalho para a formação de um mísero time, onde as peças se entendam e funcionem com o mínimo de entrosamento. Foram 12 jogos até aqui. Hoje é dia 06 de março.

Vou repetir: hoje é dia 6 de março!

Não é possível atingir um bom nível de jogo em tão pouco tempo de trabalho. Não caiam no conto da vitória efêmera e apostem uma vez na vida no trabalho a médio prazo, de pelo menos 6 meses, com as devidas correções na montagem do time. Críticas justas merecem e devem ser feitas. O comportamento de manada ajuda o jogador a se encostar e não procurar soluções no trabalho diário, ele adora o circulo vicioso das demissões e trocas constantes de treinadores.

Uma parte da mídia que tem preguiça de analisar os motivos de uma atuação ruim, também adora o pensamento simplista e curto. Ela aumenta o tom das queixas que você faz, o profissional fica felizão ao saber que tem o seu respaldo para pedir a cabeça do técnico e ganhar mais audiência. Está criado o ambiente bélico de pressão por resultados no modorrento estadual. Jornalista repercute o que a  opinião pública pensa, seus seguidores nas redes sociais e tal e coisa, e lousa e mariposa.

O dirigente vê e ouve tudo!

Ele faz o simples com o dinheiro que não é o dele.

É só uma sugestão do Massa!

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *